RSS

Arquivo da categoria: Sexo

A vida de uma acompanhante de luxo.!.

Alguém aí já parou pra pensar como é a vida de uma acompanhante de luxo? Elas existem, e isso todos sabem, mas são poucos os que conhecem alguma e sabem com certeza o que elas fazem. Não estamos falando de prostitutas que fazem pontos em esquinas no centro de São Paulo. Não. As acompanhantes de luxo não são para qualquer um. Ter à disposição o serviço delas por duas horas custa, pelo menos, R$ 800.

O Povo, de Fortaleza, foi atrás de conhecer um pouco mais sobre a vida dessas mulheres.

bastidores

E após entrevistar algumas fizeram um site interessantissimo contanto tudo o que descobriram.

Ficou curioso em saber o resultado disso?

desejo-sofisticacao

Vi lá no Tramado por Mulheres

 
Deixe um comentário

Publicado por em junho 7, 2011 em Sexo

 

Vaginismo, saiba o que é.!.

A incapacidade em ter penetração sexual pode ser devida a problemas orgânicos relacionados aos órgãos genitais externos ou internos e ao Vaginismo.
No caso de alterações orgânicas é importante não tentar mais a penetração e fazer uma consulta ao ginecologista para avaliar as causas e tratamentos.
Já o vaginismo é a contração voluntária ou involuntária dos músculos perineais impedindo a penetração sexual.
De todas as disfunções sexuais, esta é uma das mais fáceis de resolver, pois, excluídos outros problemas ginecológicos, o tratamento é simples e envolve técnicas de exercícios físicos que a própria paciente pode fazer com a orientação médica adequada.
A solução passa por uma consulta com o ginecologista para que este possa avaliar as causas e propor os tratamentos.

Fonte: Sexo Mulherzinha

 
Deixe um comentário

Publicado por em junho 7, 2011 em Sexo

 

Homens pensam mais em dormir e comer do que em fazer sexo.!.

Texto publicado originalmente no Terra1876132 2020 it2 Homens pensam mais em dormir e comer do que em fazer sexo

Ao contrário do que se imagina, a mentalidade masculina não se restringe ao sexo. Um estudo desenvolvido na Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, desbancou o mito e mostrou que pessoas do sexo masculino se preocupam mais em comer e dormir.

A pesquisa foi desenvolvida com 163 alunos da universidade, entre homens e mulheres. Eles tinham que carregar uma tabela e fazer marcações nela toda vez que pensassem em sexo, comida ou dormir. O resultado foi claro. Os homens pensam mais em comer e dormir do que em fazer sexo.

Segundo o estudo, os homens são mais concentrados e percebem com mais facilidade quando sentem estímulos para uma destas necessidades. Além disso, eles seriam mais sinceros em expressar os sentimentos.

Vi lá no Pava Blog

 
Deixe um comentário

Publicado por em maio 17, 2011 em Sexo

 

Sila Sahin é a primeira muçulmana a posar nua na Playboy…!!!

Muçulmana posa nua para a Playboy alemã

Sila Sahin, uma modelo muçulmana de origem turca que mora em Berlim, quebrou um tabu que as mulheres desta religião enfrentam na sociedade ao estampar a capa de abril da revista ‘Playboy’ da Alemanha. As informações são do jornal ‘Daily Mail’.
Com poses provocantes e corpo à mostra, a muçulmana declarou que, ao fazer o editorial de 12 páginas que compõe a revista, ela se sentiu “como Che Guevara”, explicando que o ensaio fotográfico foi uma prova de expressão de liberdade. “Essas fotos são uma resposta à repressão que sofri durante a infância. Eu queria me sentir livre”.
Ela, que já é famosa na Alemanha por estrelar uma novela na televisão, impressionou fãs e amigos ao posar para a revista. Segundo o jornal, porém, sua família desaprovou a atitude e se mostrou decepcionada com a modelo.
Sila contou que sua mãe não quer mais vê-la ou sequer falar com ela. “Minha mãe ainda está brava comigo. Tem sido difícil lidar também com meus avós e com meus tios”, disse ela em entrevista ao site da novela em que atua.
 
Deixe um comentário

Publicado por em abril 26, 2011 em Sexo

 

Como introduzir “sex toys” na relação???

“Sex Toys”, acessórios do prazer!

Introduzir “sex toys” numa relação não necessita de ser algo embaraçoso ou desconfortável para si ou para a sua parceira.

Neste artigo vamos analisar a melhor maneira de introduzir estes brinquedos numa relação que irão resultar numa melhor e mais divertida vida sexual.

Os fatos são simples, a manutenção de uma vida sexual preenchida é essencial para a felicidade numa relação a longo prazo, de qualquer casal. “Se não acontecer na cama, não acontece de maneira nenhuma”, esta frase não poderia ser mais verdadeira. Uma vida sexual pouco preenchida e sem novidade irá levar a uma frustração e tensão entre o casal que em ultimo caso resultara numa total desmoroneração da sua vida sexual. O pior cenário será então ambos os membros do casal começarem a procurar prazer em outro lado!
Os sex toys oferecem um método pelo qual o casal pode enriquecer e enaltecer a sua vida sexual, por utilizar sex toys o casal não só aumenta os benefícios que retirariam do sexo, como passa a viver uma melhor relação entre ambos.

Qual é a aproximação correta, então?

A comunicação é a chave de qualquer relacionamento e quando se pretende a introdução de sex toys numa relação a comunicação e particularmente importante. Primeiramente e antes de tudo o resto é essencial que discuta primeiro as fronteiras sexuais da sua companheira, tal como as suas. O casal que esteja a usar sex toys pela primeira vez pode-se sentir intimidado. Devido a isso não opte por nada intimidante, simplicidade é a palavra.
É típico os casais começarem por pequenos sex toys, que podem dar prazer a ambos os intervenientes. Então à  medida que aumentam a confiança com os brinquedos pode começar a utilizar vibradores para estimular o clitóris, ou anéis vibratórios para o pénis. Ambas as opções oferecem satisfação a ambas as partes sem colocar nenhuma numa situação onde se pode-se sentir intimidada ou assustada!
Então à  medida que a sua parceira, e você começam a ganhar mais confiança com os sex toys, pode começar por explorar as sua fantasias e partir para sex toys mais arrojados. Tem tudo a ver com deitar a baixo os murros do preconceito, a ideia é para que gradualmente se possa colocar numa situação onde possa usar qualquer sex toy que deseje, sem que faça com que a sua parceira se sinta desconfortável. à necessário que entenda que os sex toys são um acessório para o sexo quando usados numa relação e não uma alternativa.
Enquanto estiver a usar o seu novo brinquedo, pelas primeiras vezes, não se esqueça de manter um canal de comunicação aberto com a sua companheira, pergunte-lhe se está a gostar do que você está a fazer. E continue até que esteja confiante de que está a usar o sex toy no seu total potencial.
Casais que nunca tenham utilizado um vibrador podem-se sentir inundados de sensações novas que podem em alguns casos causar problemas. Deve então começar por evitar as zonas mais sensíveis ao inicio, no entanto com o tempo irá pensar como pôde alguma vez passar sem tais brinquedos.
Mas o mais importante a reter é que os sex toys foram desenhados para aumentar o prazer que retira do sexo. Eles devem ser utilizados de forma divertida, e como algo que seja apreciado por ambas as partes. O taboo que acompanha desde sempre estes brinquedos para adultos, tem caído ao longo dos anos uma vez que é cada vez mais fácil de encontrar uma sex shop. O fato é que os sex toys chegaram para ficar, e continuam todos os dias a melhorar as relações de milhares de pessoas!
Fonte : Seja Homem
 
Deixe um comentário

Publicado por em abril 12, 2011 em Sexo

 

Orgasmo de mulher, dá pra chegar lá mais rápido?

No orgasmo da mulher, dá para “chegar lá” mais rápido?

O orgasmo pode ser atingido pela estimulação através de: relação sexual, masturbação, sexo oral, sexo sem penetração ou por mulheres com vaginismo (dificuldade de penetração) -, e pela estimulação com vibradores.
Primeiro passo
O primeiro recurso para a mulher agilizar esse processo de excitação, é o de se propor a tocar esse corpo e usar estímulos sensoriais que a excitem. Pode ser um perfume, o toque da seda, uma música que reconheça como sexy, ou mesmo a visualização ou pensamentos em cenas eróticas. Se deixar entrar nesse clima é uma autodeterminação, não adianta esperar que o clima ou excitação aconteça magicamente.
Tanto sozinha, como na relação com o parceiro, pode-se utilizar cremes térmicos. Umas gostam de sensação fria, outras de quente, ou ainda de alternar ambas. A tão conhecida ducha ou chuveirinho é muito utilizada, dirigindo o jato de água na região do clitóris e ao seu redor.
O uso de vibradores ajuda muito. Eles estimulam feixes de fibras nervosas que intensificam a sensibilidade e podem despertar mais rapidamente sensações prazerosas.
Mas será que todo um arsenal de cremes, vibradores, músicas ou filmes e contos eróticos sempre produzirá resultados?
Muitas mulheres aprendem a agilizar essas sensações de excitação aproximando-se do orgasmo por meio dessas estimulações.
Todos esses estímulos ajudam muito, mas é imprescindível dizer que o recurso de fantasiar, valorizar o desejo de sentir, podem ajudar nesse encontro com o prazer, esteja essa mulher sozinha ou acompanhada.
Fatores como repressão em relação ao sexo, mágoas na relação, desconfiança de traição, medo de agressões e desinteresse pelo parceiro podem dificultar a obtenção de prazer.
Nesses casos entrar em contato com seus medos e sentimentos pode ajudar, ou então buscar ajuda especializada para deixar de sofrer e aprender a desfrutar o prazer.

Fonte: Vya Estelar

 
2 Comentários

Publicado por em março 30, 2011 em Sexo

 

Casais que adiam sexo têm relacionamento melhor

Só depois do casamento
Embora ainda haja casais que aguardam até terem um nível mais profundo de compromisso antes de ter relações sexuais, hoje é muito mais comum que duas pessoas explorem sua compatibilidade sexual antes de fazer planos a longo prazo em conjunto.
Então, dentre essas duas possibilidades, será que alguma leva a casamentos melhores e mais duradouros?

A abordagem “à moda antiga” parece ter melhores resultados a longo prazo, segundo um estudo que acaba de ser publicado no Journal of Family Psychology.

Benefícios do sexo depois do casamento
O estudo envolveu 2.035 indivíduos casados que participaram de uma avaliação online do casamento chamada Relate.
A partir do banco de dados da avaliação, os pesquisadores selecionaram uma amostra representativa da população do país como um todo – o estudo foi feito nos Estados Unidos.
O extenso questionário inclui a pergunta “Quando você fez sexo neste relacionamento?”
Uma análise estatística mostrou os seguintes benefícios usufruídos pelos casais que esperaram até o casamento para fazer sexo, em comparação com aqueles que começaram a ter relações sexuais no início de seu relacionamento:

  • a estabilidade das relações teve uma avaliação 22 por cento mais alta;
  • a satisfação com o relacionamento teve uma avaliação 20 por cento mais alta;
  • a qualidade sexual do relacionamento foi avaliada 15 por cento melhor;
  • a comunicação foi avaliada como sendo 12 por cento melhor.

Felicidade com o aspecto sexual
Para os casais no meio-termo – aqueles que se envolveram sexualmente mais tarde no relacionamento, mas antes do casamento – os benefícios também foram sentidos, mas com a metade da intensidade.
“A maioria das pesquisas sobre este tema é focado nas experiências dos indivíduos e não ao longo do tempo no relacionamento”, disse o principal autor do estudo, Dean Busby.
“Há mais em um relacionamento do que sexo, mas descobrimos que aqueles que esperaram mais tempo eram mais felizes com o aspecto sexual do seu relacionamento,” acrescenta Busby. “Eu acho que é porque eles aprenderam a conversar e desenvolveram as habilidades para trabalhar com as questões que surgem ao longo do tempo.”

Influência da religião
Como a crença religiosa muitas vezes desempenha um papel importante para os casais que optam por adiar o sexo para depois do casamento, Busby e seus colegas controlaram os resultados para estudar a influência do envolvimento religioso em suas análises.
“Independentemente da religiosidade, esperar ajudou a formar melhores processos de comunicação no relacionamento, e estes ajudam a melhorar a estabilidade a longo prazo e a satisfação com o relacionamento”, disse o pesquisador.

Fonte:  Diário da Saúde

 
Deixe um comentário

Publicado por em março 29, 2011 em Sexo