RSS

Meu namorado tem o pênis pequeno…!!!

03 mar

“Obrigada pelo espaço, preciso mesmo de uma opinião! Conheci um rapaz do meu trabalho e nos aproximamos. Só que eu, depois de muitas desilusões e grandes aprendizados, resolvi que não me envolveria seriamente com mais ninguém, porém a gente não domina tudo que ocorre em nossas vidas, e me apaixonei por ele. Não loucamente como um adolescente ridícula, que lembra da pessoa e sorri sozinha, ou que lê 300 vezes as sms recebidas, mas estou bem apaixonadinha.”
Pessoas que vivem se envolvendo com outras têm uma grande carência, na verdade… não adianta você dizer que não quer mais se envolver porque no fundo é o que você mais precisa… e realmente, pela sua idade você não é mais nenhuma adolescente, ou não deveria ser.
“Até o momento, ele parece uma boa pessoa, mas como eu, não é perfeito. E, nada contra, mas tem um filho de 2 anos, é mais novo (22, eu 25), às vezes fala comigo como se quisesse assumir compromisso, se referindo a mim como namorada. Sei do passado podre dele (também tenho uma fase do passado nada decente, mas nunca revelei a ele).”
Quanto ao passado… deixe onde ele está… no passado. Só serve como aprendizado para você tentar não repetir sempre os mesmos erros.
“O grande problema é que tem um pênis fora do padrão pra mim. Me sinto uma puta sedenta, mas a verdade é que acho sexo 40% de uma relação e não sei o que fazer. O pênis dele é muito pequeno e fino, e além disso, não sei se por vergonha ele não me procura pra sexo – se depender dele, ficamos o tempo todo só no esquenta e em beijos.”
Já passei por isso… não importa o que os politicamente corretos digam, mas pênis muito pequeno é uma situação complicada para ambos, porque normalmente o cara já tem sérios problemas quanto a isso, o que leva a uma falta de espontaneidade na cama. A mulher, por sua vez, por maior que seja a paixão e a química que role, dificilmente consegue se satisfazer com um pênis muito pequeno.
“Já tentamos algumas vezes, mas quando começamos percebo que ele fica nervoso, quer apagar a luz e quando acho que vai, o brinquedinho amolece! (sinto um ódio indescritível neste momento…). Da última vez que ocorreu, ele quis ir embora, percebi que ficou desconcertado; até falou para eu procurar outra pessoa e ficou se justificando, dizendo que ele gostava muito de mim, que eu sou uma morena maravilhosa, que ele tem medo que eu pense que é culpa minha ou que eu ache que ele tem outra. Mas que se eu quisesse espalhar pra todo mundo que ele é um “frouxo” eu poderia. O abracei (momento compreensiva) e disse que não estava com ele só por sexo, que se algo estivesse acontecendo ele podia me falar, mas ele diz não ser nada e vem com a clássica frase do “isso nunca me aconteceu, minha ex jogou praga em mim” “afff…”
Existem acessórios eróticos que podem ser usados para incrementar o tamanho do pênis na hora da transa, e também para apimentar a transa mesmo para aqueles que não têm problemas quanto a tamanho. Mas para usá-los é necessária muita intimidade, cumplicidade e… porque não dizer? Falta de vergonha! rsrss
“Então estou no dilema se fico ou não com ele, porque morro de desconfiança que ele possa não ser fiel por tudo o que já me falou do passado; fico neurada com o filho, porque sempre imagino que ele possa um dia querer voltar com a mãe do filho (que é linda e loira, tipo Gisele B.), tenho medo de me relacionar com ele, me apegar mais e sofrer ou simplesmente perder a liberdade que tenho, e sei da importância de ter prazer sexual. Tenho contato com muitos homens que me assediam e fico pensando se conseguiria me controlar e ser fiel nessas circunstâncias.
Queria ficar com ele, porque diferentemente dos caras que tenho conhecido, não sinto como se ele só quisesse me comer e sair fora, ele me dá muita atenção, é divertido, conversamos de tudo e todos os nossos momentos (tirando sexo) foram muito agradáveis. Queria uma forma de “ajudá-lo”, gosto dele apesar de tudo.
Muito abrigada pela atenção!”
Resumindo… a sua carência, somada ao fato de ele ser um cara legal, e ainda a sua insegurança em relação a ele e ao sexo com ele, tudo isso a deixou nesse dilema. Como sempre digo, a melhor saída é sempre a sinceridade. Converse com ele sobre sexo, jogo aberto mesmo, seja franca sobre seus desejos e a partir da resposta dele tente usar outros meios para satisfazer aos dois na cama. Afinal, ele vai ter que conviver com esse problema para sempre, a menos que tente algum tipo de cirurgia.
Se você estiver disposta a assumir esse relacionamento de forma mais séria e tentar ajudá-lo, acho que esses são alguns caminhos. Muita informação, conversa, carinho e… muito treino!!!
Por outro lado, você é muito nova, pode conhecer muitas pessoas no futuro. Se sentir que está com dúvidas demais, pense se não está na hora de ficar sozinha e aprender a se conhecer melhor, para que em um próximo relacionamento esteja mais segura do que realmente quer.
Beijos e espero ter ajudado de alguma forma!
Acessórios
Cirurgia
E mais no Google
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: